ArtigosThe Sims 5

The Sims 5: O Novo Modo Simulação

As pequenas adições que tornariam o modo simulação do The Sims 5 um pouco mais interessante.

E finalmente chegamos a terceira parte da nossa sessão de artigos especiais sobre o The Sims 5. Se você ainda não viu os dois primeiros, você pode ler clicando abaixo.

Hoje, nós iremos falar sobre o novo Modo Simulação do The Sims 5. Quais são as principais ideias para ele? O que de diferente poderá trazer em comparação aos jogos anteriores? Como ele pode tornar a vida dos Sims mais interessante, dinâmica, e menos engessada?

O Novo Modo Simulação do The Sims 5

A verdade seja dita, por mais que construir casa seja uma área de extrema importância na franquia The Sims, sendo que muitas vezes é apenas um dos aspectos que alguns jogadores aproveitam da franquia The Sims, o Modo Simulação é, e continua sendo o aspecto de jogo mais importante da franquia até hoje. É esse modo que dá vida ao jogo como um todo, desde o ambiente, com o simples farfalhar das folhas de uma árvore, até o simples ato de respirar dos Sims. Ver as coisas ao seu redor em pleno movimento, a sensação de sentir a inteligência artificial fluindo, a vida virtual acontecendo, é o que há de mais puro em um verdadeiro Modo Simulação.

  • O The Sims 1 e o The Sims 2 executaram os mesmos papeis no que diz respeito a dinâmica básica de simulação. Os Sims viviam suas vidas em seus lotes, poderiam ter seus respectivos trabalhos, e eventualmente, poderiam sair para lotes comunitários a fim de conhecer outros Sims, se divertirem e fazer compras.
  • No The Sims 3, o conceito básico de simulação foi ampliado, e passamos a viver em um mundo aberto, onde era possível observar tudo o que acontecia ao seu redor, tanto no que diz respeito aos nossos próprios Sims, como Sims não controlados.
  • O The Sims 4 tentou trazer um conceito similar ao do The Sims 3, só que em escala reduzida, uma vez que os mundos são menores e com lotes fechados por telas de carregamento. A redução seria compensada por Sims mais inteligentes e emotivos, o que na prática não surtiu tanto efeito, e o jogo acabou tendo sua dinâmica engessada.

O Básico:

Quando falamos em um novo Modo Simulação, não há muito o que ser dito. Se juntássemos tudo o que foi feito nos jogos anteriores em um quinto jogo, nós teríamos uma simulação praticamente perfeita. Mas isso fica só no “praticamente”, pois existem algumas pequenas coisas que a Equipe The Sims precisa mudar de uma vez por todas para tornar o mundo dos Sims um pouco mais lógico enquanto comunidade, que são:

Lotes Comunitários Aprimorados:

The Sims 5: O Novo Modo Simulação

Se tem uma coisa que é extremamente irritante nos jogos atuais da franquia The Sims é o fato de que, todos os lotes comunitários são como extensões diretas das próprias casas dos Sims. Não tem nada de diferente em um lote comunitário que você já não possa executar em sua casa. Não há regras que podem ou não ser quebradas, e o sentimento mais básico que muitos jogadores sentem é que tudo é de todos.

O The Sims 5 deveria estabelecer o princípio básico de que, todo lote comunitário pertence a alguém, ou alguma entidade, e que existem pessoas que trabalham no local, gerenciando o lote e garantindo o seu bom funcionamento. Imagine que, se nos jogos atuais nós temos recepções falsas, pois não há Sims recepcionistas na maior parte dos lotes, na quinta geração nós teríamos Sims de diversos tipos trabalhando arduamente em todos os locais públicos, executando tarefas básicas que mantém o lote de pé.

Atualmente, no The Sims 4, se você quebra um objeto em um lote comunitário, ninguém virá consertá-lo, e você não sofre nenhuma penalidade por isso. Aliás, se você quiser que o objeto retorne ao seu estado original, ou você entra no Modo Construção e substitui aquele item, ou você mesmo pode consertá-lo com suas habilidades mecânicas.

Por mais que alguns lotes do The Sims 4 e outras gerações possuam NPC’s, a maior parte deles realizam tarefas mínimas estritamente ligadas as suas funções, e quando não estamos falando de restaurantes ou spas, ou clínicas veterinárias, que obrigatoriamente possuem funcionários bastante específicos para certas tarefas, na maior parte das vezes você pode esperar apenas por um barista, um dos personagens não jogáveis mais chatos e simplórios do universo da franquia.

A Subsistência dos Sims

Outro ponto que vale ser destacado é o fato de que, no The Sims 5, os lotes comunitários poderiam exercer um papel muito maior no que diz respeito a subsistência dos Sims. Isso porque os lotes, a partir de agora, os Sims realmente precisam desses locais para garantir que suas vidas funcionem. Vocês se lembram dos mercadinhos disponíveis no The Sims 2? É basicamente disso que estamos falando, um conceito iniciado há muito tempo atrás, ainda na segunda geração do The Sims, e que foi removido posteriormente. Seria interessante ver os nossos Sims visitando supermercados de tempos em tempos, passando por seções de alimentos e itens específicos para garantir que eles tem tudo o que precisam não só para prepararem o próprio alimento, como também para cuidarem de outras necessidades ou futilidades.

The Sims 5: O Novo Modo Simulação

Os ambientes públicos na franquia The Sims começaram a perder grande parte de sua relevância a partir do The Sims 3, que ao focar tanto no mundo aberto, se esqueceu de variados elementos que faziam do The Sims 2 um jogo complexo, e muito a frente de seu tempo.

Atualmente, nos jogos atuais, tudo o que os nossos Sims precisam em termos de itens essenciais para sobreviverem ou para executarem diversos aspectos de gameplay, podem ser obtidos através de um simples toque no celular ou computador. Mas se engana se você pensa que as coisas são desta forma unicamente para seguir a lógica da realidade em que vivemos no mundo real. Na verdade, o fácil acesso a determinadas coisas do jogo diretamente por esses dois dispositivos apenas removem a necessidade de se criar formas mais complexas de consegui-las, como irmos diretamente a algum local específico onde haverão Sims e possivelmente, novas animações. O que os produtores vem fazendo há bastante é apenas uma grande forma de poupar trabalho, ou reservar algumas coisas para pacotes futuros. Para que se dar ao trabalho de criar novas animações se eu posso adicionar tudo no celular, e absolutamente qualquer coisa aparecer no inventário dos Sims como mágica?

É triste observar que não há sequer o trabalho de se criar um NPC de entregador, que apareça na residência dos Sims para entregar a eles o que foi solicitado. O conceito de facilidade e praticidade que os produtores da Maxis vem buscando incorporar à franquia chegou a um ponto em que ela começou a desintegrar a profundidade que um dia existiu no The Sims, e isso é um ponto a ser questionado.

Os lotes, os personagens não jogáveis, as animações que os cercam, e o ambiente construído ao seu redor para valer a proposta do local, é sem sombra de dúvidas um elemento crucial que precisa ser mais valorizado na quinta geração, de modo que traga um dinamismo maior ao jogo, e também mais aspectos de gameplay que os jogadores possam desfrutar antes de ficarem minimamente entediados com suas opções de rotina disponíveis.

Trabalhos Ativos Presentes no Jogo Base

The Sims 5: O Novo Modo Simulação

Outro aspecto de jogo que precisa ser melhor direcionado no The Sims 5 são as carreiras ativas. A comunidade já demonstrou gostar da dinâmica de ver os Sims no trabalho, o problema é que a iniciativa é restrita demais a DLCS, enquanto o jogo básico vê o mais do mesmo se repetir há anos, com suas carreiras Rabbit Holes, em que os Sims podem frequentar, mas os jogadores, não.

Se você possui ao menos um grupo de carreiras ativas construídas diretamente no jogo principal, seria possível trabalhar para que elas recebam melhorias e novos conteúdos através de atualizações futuras. Além disso, quando você tem um recurso que está ali, presente desde o jogo principal, as chances dele se conectar a outras áreas do jogo são ainda maiores, o que por si só evita muitas das discrepâncias que certos recursos de pacotes adicionais criam por não se comunicarem tão bem com o que foi estabelecido originalmente no jogo básico.

Já imaginou como seria divertido jogar com um Sim recepcionista, ou caixa de supermercado? Observar a rotina dos Sims em tarefas que antes eram exclusivas de NPCS? Isso seria um excelente aspecto a ser explorado na quinta geração. Agora, todo sim que trabalha em um lote comunitário realmente vive no bairro, e aquele realmente é seu trabalho real.

É claro que, nem todos os trabalhos precisariam estar limitados e centrados apenas em lotes específicos, mas em muitos lotes. O The Sims possui tantos NPCS que realizam tantas tarefas específicas. Por que não fazer o que eles já fazem? Vamos a alguns exemplos:

  • Trabalhe como Diarista: Cuide da casa dos Sims, e também de sua sujeira. Alguns Sims são imundos, então prepare o esfregão e o desinfetante e lute contra todo tipo de bactéria e ser maligno que possa sair de dentro do vaso sanitário.
  • Trabalhe como Jardineiro: Cuide de seu próprio jardim, do jardim dos moradores, e das plantas do bairro. Quanto mais você trabalha, mais a natureza ao seu redor se desenvolve, garantindo uma vizinhança muito mais verde e bonita.
  • Trabalhe como Cobrador: Não pagou, levou. Vá até a casa dos Sims para cobrarem suas contas diárias, e aqueles que honrarem o compromisso, terão seus itens pessoais levados por você.
  • Babá: Cuide das crianças desnaturadas do bairro enquanto seus pais saem a noite como se os pequenos sequer existissem. Vigie as crianças e evite que elas coloquem fogo na casa, ou ponha você mesmo.

Há tantas possibilidades a serem exploradas no The Sims 5, que delegar novamente tantos elementos de jogo exclusivamente aos NPCS é perder a oportunidade de explorar um horizonte de novas possibilidades.

Economia Global Online

O barato de ontem, é o caro de ontem. Uma realidade constante na vida real, mas inexistente no mundo virtual do The Sims. Tudo sempre custa exatamente a mesma coisa, não há flutuações, a economia é sempre perfeita, os Sims sempre ganham a mesma coisa, e a facilidade em obter dinheiro e se tornar milionário é relativamente fácil e simples.

Que tal começarmos pelo começo e alterar um pouco as coisas? Com o modo de jogo “Economia Global” ativado, a EA/Maxis teria o poder de alterar o valor de absolutamente todos os objetos do The Sims 5 de forma constante. Isso significa que os jogadores deveriam estar preparados para o inesperado, e lidarem com o fardo de que, aquela geladeira que custava um preço relativamente barato em um dia, passou a custar uma fortuna no outro. Lidar com a inflação no The Sims nunca foi tão divertido e principalmente, desafiador.

Poderiam haver épocas em que “Crises Símicas” surgissem, fazendo com que o custo de vida na vizinhança como um todo ficasse maior. Os jogadores não só veriam os itens do Modo Compra custarem valores muito mais altos que o normal, como também as próprias contas de casa e valores de serviços chegariam a valores estratosféricos.

Com tantos elementos disponíveis para tornar a vida dos Sims muito mais complicada, os jogadores se veriam forçados a buscarem por alternativas para garantir o pão de cada sem gastar valores exorbitantes. Aqueles que nunca na vida construíram uma horta, passariam a cultivar o próprio alimento em épocas de vacas magras para poder ter o que comer, enquanto outros Sims buscariam por alternativas renováveis como painéis solares e turbinas de vento para economizarem energia.

A economia global também afetaria diretamente o trabalho dos Sims, com uma enorme chance de serem mandados embora, ou terem seus salários bastante reduzidos de tempos em tempos. A vida as vezes pode ser difícil e dura, não?

Por fim, importante ressaltar que o Modo Economia Global seria um aspecto de gameplay totalmente opcional, ficando a cargo do jogador decidir se quer jogar com ele ou não, afinal, nem todo mundo gosta de ficar a mercê da loucura, ou de decisões tomadas pela EA.

Me pergunto apenas se no Modo Economia Global, cheats de dinheiro seriam permitidos… será?

Progressão de História Realista

A progressão de história sem sombra de dúvidas é um recurso que precisa retornar ao The Sims 5, mas não nos mesmos moldes do The Sims 3. Desta vez, a vida dos Sims realmente precisaria progredir com o mínimo de lógica, respeitando mais do que nunca suas personalidades, trabalhos, relacionamentos e eventualmente, intenções do jogador.

Quem não se lembra do The Sims 3, quando Sims ricaços se mudavam para barracos (vulgo casas minúsculas), ou quando alguns deles iam embora da vizinhança sem mais nem menos, e nunca mais víamos ou poderíamos jogar com eles?

A progressão de história é um elemento importante, mas precisa dar ao jogador um maior controle sobre os eventos que podem ou não acontecer nas vizinhanças. Imprevistos são legais, mas muitas vezes podem ser um tanto quanto inconvenientes. Ninguém quer que seus próprios Sims apareçam de um dia para outro com um bando de bebês, ou que se mudem sem a nossa autorização para um outro lote.

SimsTime

Como editor do SimsTime, o meu trabalho por aqui é trazer diariamente notícias, novidades e informações relacionadas ao mundo Simmer, mantendo todos sempre bem informados!

4 Comentários

  1. Ta de sacanagem né?! The sims 4 tem muita coisa ainda pela frente. Com essa DLC diversão na neve, parece que o the sims 4 ta sendo lançado agora. Eu nao quero um the sims 5 tão cedo. Nao do jeito que ta o 4 e da mesma formula de monetização dele

  2. Eu amei todos os pontos trazidos, de fato eles dariam outra vida ao jogo!

    Acho que vale também fazer uma análise das novas possibilidades que a EA pode criar para The Sims 5 ser adquirido: mensalidade, Pay to Play, existem hoje diversas formas exorbitamente mais lucrativas que vender pacotes e coleções como é atualmente, eles podem aderir a estratégia de colocar o jogo base a baixo custo e como em vários jogos atualmente cobrar por upgrades ou “itens” raros de tempo limitado (compre empregos de Natal para seus Sims, mas por tempo limitado, todo mundo tem até tal data pra comprar senão perde esse “item” raro do jogo).

    Eu digo isso porque o número de empresas fazendo isso hoje é grande e esse movimento cria gatilhos para que as pessoas comprem mais, sabemos que a EA gosta de lucrar então sondar as possíveis formas que ela pode fazer isso seria uma forma de nos prepararmos também.

  3. Acho que o aspecto financeiro que faria uma baita diferença é em relação a patrimônio. Cada Sim deveria ter sua própria renda separada e não juntada por vários Sims por morarem na mesma casa. Do modo que é atual é muito irreal. E também a casa poderia ser de uma pessoa e as outras morarem lá. Surgindo assim a ideia de patrimônio. Um Sim poderia ter uma casa, duas ou mais. E não só compras a vista, poderia ter a possibilidade de hipotecar uma casa ou alugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

Para otimizar sua experiência durante a navegação, fazemos uso de cookies. Ao continuar no site, consideramos que você está de acordo com nossa Política de Cookies.

Concordo