ArtigosArtigos ExternosThe Sims 5

Por Que o The Sims 5 Precisa de Lotes Reais e Não Rabbit Holes

Chegou a hora dos Rabbit Holes (lotes não entráveis) acabarem, e mais lotes reais e interativos chegarem.

O ScreenRant compartilhou uma publicação muito interessante que fala sobre a importância de não haver mais Rabbit Holes no The Sims 5, que são aqueles lotes especiais em que os jogadores não podem observar a parte de dentro. Confira!

Por Que o The Sims 5 Precisa de Lotes Reais e Não Rabbit Holes

Texto assinado pelo ScreenRant.

Poucos jogos são capazes de contar histórias como o The Sims. A franquia está cheia de coisas incríveis os jogadores personalizarem, caracterizarem e dramatizarem em seus jogos. Infelizmente, esse nível de liberdade expressiva é frequentemente prejudicado pelo uso desenfreado de ‘Rabbit Holes’ . Para a próxima geração da série, o The Sims 5, abandonar a dinâmica de escolher interações para os Sims fazerem dentro de um ambiente cujo o jogador não pode ver em favor de locais ‘reais’ seria um benefício.

Um ‘Rabbit Hole’ no The Sims é um local onde o jogador/câmera não é capaz de seguir os Sims. Por exemplo, o Bistrô do The Sims 3 funcionava como um Rabbit Hole. Os jogadores poderiam enviar seus Sims para comer dentro do restaurante, mas não teriam nenhuma interação além de clicar sobre o próprio edifício, e a câmera não seguiria o Sim para dentro do local. Tudo o que os jogadores podiam fazer era observar uma pequena barra de progresso encher enquanto o (s) Sim (s) desfrutava de uma refeição adorável, livre dos olhos dos curiosos e do próprio controlador.

Por Que o The Sims 5 Precisa de Lotes Reais e Não Rabbit Holes



Existem alguns benefícios no sistema de Rabbit Hole no The Sims. Reduzir eventos a pop-ups baseados em texto permite acontecimentos mais criativos e variados que seriam difíceis (ou quase impossíveis) de serem retratados com animações. O sistema de empregos da franquia, desde o The Sims 3, é um exemplo disso. Quando os Sims vão trabalhar, os jogadores podem, diretamente de suas casas, fazer com que os Sims realizem tarefas específicas em seus trabalhos, como ajudar a consertar alguma coisa, se esforçarem muito ou até mesmo não fazer nada.

Por Que o The Sims 5 Precisa de Lotes Reais e Não Rabbit Holes

Desta forma, os trabalhos são realmente limitados apenas por qualquer coisa que os desenvolvedores do jogo pré-estabelecem. Isso é um ótimo jeito de injetar alguns eventos malucos no jogo e é certamente mais fácil do que projetar milhares de animações diferentes, mas restringe o controle direto que os jogadores têm sobre seus Sims – e isso pode restringir as oportunidades de contar histórias.



Por Que o The Sims 5 Precisa de Menos Locais Rabbit Holes?

Tanto o The Sims 3 como The Sims 4 têm apresentado um grande número de Rabbit Holes, mas isso precisa ser descartado no The Sims 5 . A maior parte da jogabilidade com os empregos/carreiras foram feitas dessa forma no passado e, com exceção das carreiras ativas, os jogadores não têm conhecimento do que acontece no trabalho de seus Sims. Ter locais reais no The Sims 5 para os Sims trabalharem seria uma ótima maneira de aumentar a capacidade dos jogadores de contar as histórias que desejam contar – um grande passo a frente para a franquia.

O Sim teve um dia tranquilo no escritório ou passou o dia todo de frente para o ventilador? Eles conversaram com a recepcionista? Eles demoraram muito no almoço na lanchonete ao lado? Esses eventos atualmente costumam ser reduzidos a mensagens enviadas diretamente ao jogador, mas tê-los acontecendo em locais reais com escolhas reais seria fantástico – e dar aos jogadores algo para fazer além de acelerar o tempo do jogo até que seus Sims voltem para casa seria ótimo.

Idealmente, o The Sims 5 deve contar com um design de mundo aberto. Preencher o mundo com locais reais para os Sims explorarem tanto por dentro quanto por fora representaria um grande passo para a franquia. Usar Rabbit Holes para simplificar eventos complicados ou aumentar a variedade de eventos mais simples não seria indesejável – mas usar locais ‘reais’ para coisas como locais de trabalho é uma obrigação para a próxima sequência da série.

Fonte
ScreenRant

SimsTime

Como editor do SimsTime, o meu trabalho por aqui é trazer diariamente notícias, novidades e informações relacionadas ao mundo Simmer, mantendo todos sempre bem informados!

Um Comentário

  1. Nossa, eu discordo completamente. Existem tarefas que realmente eu não entendo o interesse de alguns jogadores em acompanhar. Por que assim fazer tanta questão de acompanhar Sims no seu trabalho?! Na escola?! Eu entendo que algumas coisas realmente são interessantes. Principalmente em lugares que você escolhe ir e quer desfrutar da experiência de estar lá. Mas qual o entretenimento que tem em passar o dia assistindo aula na escola?! Ficar na frente de um computador fazendo pequenas tarefas?! Acho que poderia ter mais opções de carreiras ativas para quem gosta. Mas tem dias que você não quer acompanhar o seu sim no trabalho, as tarefas podem acabar ficam chatas e repetitivas e aí, aquele botão lindo escrito: não acompanhar faz toda a diferença.
    Não sei com quantos sims essa pessoa está acostumada a jogar, mas eu costumo com famílias e grupos grandes, gosto da liberdade de sair com um Sims para fazer coisas enquanto os outros trabalham e estudam, cuidar da casa, ir em um evento, na academia ou ter um caso.
    Para mim, isso como o mundo aberto são coisas que acrescentam minimamente na jogabilidade e que servem mais para deixar o jogo pesado do que qualquer outra coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo